|  |  |  |
 
 
Poetas do Mundo - Portugal - Maria Azenha (1945  
 
 Memória de espelhos (XVII)

os meus dias são cercados por harpas
é dessas cordas que o meu coração fala
calculo o ritmo
exacto
para o dividir com os amigos

soubesse eu atravessar o branco
para não adormecer nos muros

sigo a herança dos cisnes

pousada está a palavra na fonte
para
o silêncio mais puro

ver


 
design by netsigma 
Site Meter